5 Barreiras que atrapalham um processo seletivo

Com o crescimento e desenvolvimento da tecnologia é possível observar a crescente onda buscando por processos automatizados e informatizados, onde tem se buscado diminuir cada vez mais a presença do fator humano e não é diferente no setor de Recrutamento e Seleção.

Adeline Adriele da Info Online recentemente elucidou que: “Em uma época em que todos os processos de recrutamento nas empresas são praticamente automatizados, a tecnologia é uma das formas mais eficientes usadas para que as empresas possam ter um banco de dados de candidatos talentosos para novas contratações. Currículos em papel são substituídos por formulários personalizados para cada vaga e recrutadores podem avaliar os profissionais remotamente por meio de avaliações e questionários online.”. Esses modelos de formulários digitais tem se tornado cada vez mais comuns, passando a ser utilizados por cada vez mais pessoas.
No seu artigo Adeline trata sobre 5 barreiras que atrapalham processos seletivos, iremos tratar de cada uma e levantar novas questões relevantes ao tema.

1. Falha na captação de candidatos interessados

Segundo Adeline “Nem todo candidato tem tempo de se inscrever no processo seletivo logo na primeira vez que fica sabendo de uma oportunidade. Segundo a pesquisa conduzido pela Harris Poll a pedido do CareerBuilder. Durante as pesquisas, foram entrevistados 374 profissionais de RH e 319 candidatos entre os meses de junho e julho de 2014, 39% dos entrevistados acham importante que os recrutadores ofereçam a possibilidade de o candidato deixar suas informações de contato para se inscrever depois.”
Ao observar tais dados seria importante refletir sobre a eficiência das formas de contato entre empresas e candidatos. A tecnologia deveria facilitar essa comunicação e não dificulta-la, criamos cadastros cada vez mais complexo e isso diminui o interesse de muitos candidatos, principalmente dos que tem menos tempo. Às vezes menos é mais.

2. Deixar de manter relacionamento com os candidatos

Adeline diz que, “Outro desafio enfrentado pelos recrutadores é manter contato com os candidatos que não foram contratados para uma vaga, mas que têm perfil para futuras oportunidades. Apesar de 42% dos candidatos afirmarem que gostariam de receber e-mails com novas oportunidades nas companhias, apenas 38% deles afirmaram que voltam a falar com esses profissionais a cada seis meses ou com mais frequência.”.
Entrar em contato com pessoas que foram entrevistadas anteriormente pode ser muito útil, visto que por essas pessoas terem já passado por um processo seletivo pode ser um fator positivo e que pode trazer agilidade ao processo e também torna possível um aprofundamento em questões que não foram abordadas anteriormente.

3. Respostas Automáticas

“Embora o recurso para criar respostas automáticas seja muito útil para manter os candidatos atualizados sobre um processo seletivo, muitos profissionais sentem que esse tipo de abordagem não é o suficiente. De acordo com a pesquisa, 62% dos candidatos afirmaram que esperam receber comunicados mais personalizados, enquanto 67% dizem que esperam telefonemas dos recrutadores depois de se apresentarem para a vaga.” Apresenta Adeline.
Os candidatos antes de qualquer coisa são pessoas e esse fator faz toda a diferença, não é errado usar a tecnologia no processo, mas é indispensável um tratamento mais próximo e humano.

4. Limitar as inscrições ao computador

“Com a evolução contínua nas tecnologias móveis, muitos profissionais esperam poder se candidatar a uma vaga diretamente por seus smartphones. Porém, 46% dos recrutadores entrevistados não oferecem a opção de acessar seus formulários de inscrição em um dispositivo móvel devido à falta de recursos ou questões técnicas.”
Os computador estão perdendo espaço e a tecnologia do momento são os tablets e smartphones e se eles não conseguirem acessar com toda certeza irão para outro site que consigam navegar e se cadastrar por dispositivos móveis.

5. Formulários de inscrição complexos e longos

Conforme Adeline “Ter um processo seletivo complexo pode significar um melhor filtro na hora de escolher um candidato mais capacitado para a vaga. No entanto, até mesmo os profissionais mais talentosos podem não ter disposição para preencher formulários de inscrição com várias páginas.”, o fato de um formulário ser grande e completo não garante que seja eficiente.
Às vezes um cadastramento mais enxuto pode garantir melhores resultados e um maior número de candidatos, tem pergunta que podem ser deixadas para uma fase posterior na avaliação do candidato.

Aproveite dessas dicas e veja se algum desses problemas está acontecendo na hora de captar currículos para a sua empresa.

Leu? Gostou? Compartilhe!

REFERÊNCIAS.

Adeline Adriele. 5 barreiras tecnológicas que atrapalham processos seletivos. Disponível em <http://info.abril.com.br/noticias/carreira/2014/10/5-barreiras-tecnologicas-que-atrapalham-candidatos-na-busca-de-emprego.shtml?utm_campaign=home-dell&utm_medium=square-dell&utm_source=square-dell>. Acesso em 20 mar 2017.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s